quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Ano novo, já chega tá?

As coisas não têm estado fáceis por aqui. Já não me lembrava de estar tanto tempo sem escrever, mas realmente tem sido impossível! A viragem do ano trouxe uma gripe forte ao meu marido, seguida da filha mais velha, e depois a mais nova. Agora, apesar de ser a única que não teve febre, é a minha vez de estar toda entupida. Têm sido dias e noites a medir temperatura, dar ben-u-ron e brufen alternado, com febres de 39 e mais a cada 4 horas, a velar o sono das pequenas para não deixar a febre subir de mais, a acordar a cada pequeno barulho feito e, por isso, dormir muito pouco e muito mal. Isto há 11 dias. Para ajudar à festa eu estou quase a ir trabalhar, deveríamos estar a fazer a adaptação da pequena à escola, mas ela ainda está a recuperar da sua virose e, todos os meus planos para estes primeiros dia de Janeiro foram simplesmente por água abaixo! É necessária uma grande capacidade de resistência ao cansaço e à preocupação por causa das pequenas mas principalmente à frustração de ver todos os planos alterados, e readaptar-me. Respirar fundo e pensar que não vou trabalhar com as energias recarregadas nem com as minhas coisas orientadas e organizadas. Vou trabalhar ainda mais cansada do que o que já andava e com tudo virado do avesso. Mas a vida é mesmo assim, certo? Cheia de voltas e reviravoltas. Que não seja nada mais grave e já é muito bom. O cansaço, esse, qualquer dia desaparece!Sempre o copo meio cheio. Sempre.

1 comentário:

  1. Realmente a vida ensina-nos a não fazer grandes planos porque de um dia para o outro, lá se muda tudo. Espero que tudo esteja mais calmo e que voltem o quanto antes, às rotinas normais.

    ResponderEliminar

Deixa aqui uma palavrinha! Obrigada