segunda-feira, 3 de abril de 2017

Nova realidade, novas amizades.

Este fim de semana, tivemos uma festa de anos de um amiguinho da mais velha, que também era dirigida aos pais. Foi muito giro e divertido, pois os pais acabaram por também estar a conviver e sentiram um pouco menos o peso das responsabilidades, enquanto tinham os filhos por perto mas com animadores!
 
É engraçado comoestamos a criar amizades (até bastante sólidas) com os pais dos amigos das filhas, com quem vamos descobrindo e desenvolvendo afinidades. Bem me diziam que, mais tarde, isto iria acontecer, e acabo por estar com 35 anos e a ganhar novos amigos.
A mãe de uma amiga da mais velha é, na realidade, uma das minhas melhores amigas, sendo que esta amizade começou há mais ou menos um ano. Muitas vezes dizemos que é tão engraçado como somos "compatíveis" e que, se não fosse pelas miúdas, nem nos conhecíamos.
 
Afinal nunca é tarde para conhecer pessoas novas, nem para estreitar laços improváveis. Por outro lado, algumas amizades vão ficando em "stand by", até que a vida faça o favor de nos reencontrar. Porque os verdadeiros amigos podem estar anos afastados, mas quando se encontram é como se nunca tivessem estado longe!

4 comentários:

  1. Verdade. Não sei se é da idade, mas são poucos os amigos que vou fazendo. Mantenho os que tinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu por acaso, ultimamente, tenho criado algumas novas amizades, depois umas esvanecem com o tempo!

      Eliminar
  2. Já me tinham dito que nesta fase surgem novo tipo de amizades, decorrentes das amizades que os nossos filhos criam com os outros. Por aqui ainda não sentimos muito isso, porque ela não anda num infantário, mas acredito que há-de chegar essa fase.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois isto só aconteceu , precisamente, com os pais dos amiguinhos do infantário!

      Eliminar

Deixa aqui uma palavrinha! Obrigada