quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Últimas aquisições para uma vida saudável em família

Não sou fã de dietas específicas, nem de eliminar determinados ingredientes da alimentação sendo que tento reduzir ao máximo os açúcares refinados e as gorduras más. Também não gosto de usar diariamente ingredientes que me são muito estranhos pois acabo por perder muito tempo a descobrir como os usar adequadamente e andar sempre pesquisar outras receitas de forma a usar o resto das embalagens! Uma das coisas que para mim é importante enquanto mãe é dar uma alimentação saudável, variada e rica às minhas filhas e fazer refeições que se adequem a uma família. Hoje fiz mais 2 aquisições que me parecem de grande valor:




4 comentários:

  1. Também ando a pensar em apostar em livros de receitas. Mas por enquanto fico-me pelas revistas do Pingo Doce ^^
    Beijinho* Confissões de uma Pecadora by Valentina ||
    FACEBOOK ||
    Croquis - Home Decor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essas revistas também são interessantes.

      Eliminar
  2. Eu pergunto-me, e este post voltou a trazer a pergunta à minha mente, o que é alimentação saudável. Eu pensava que comia saudável: tudo mais ao natural, sem molhos; poucos fritos; poucos sumos; poucos doces... quase sempre quatro refeições por dia... Mas depois comecei a ver alguns blogs e instas, que me fazem repensar esta minha avaliação pessoal. Li algo interessante a propósito deste tema. 56% dos alemães estão convencidos que se alimentam de modo saudável. O interessante é que apenas 37% se consideravam obesos, quando isso é apenas cerca de metade dos valores reais. Portanto há muita gente a pensar que se alimenta bem, mas que na realidade não o faz; e alguns olham para si como estando com um peso normal, mas estão acima dele.
    Hoje em dia é tudo tão relativo!?
    Que possa viver a cozinha sem pesos, com leveza, tranquilidade e autenticidade!

    ResponderEliminar
  3. É engraçado porque também eu faço imenso essa reflexão, e casa vez mais me convenço que no bom senso e equilíbrio é que está o segredo. Como disse, tenho tentado reduzir aquelas coisas que declaradamente sabemos que não são saudáveis, como o açúcar refinado, alimentos processados. E privilegiar os legumes e fruta frescos, carnes brancas, peixe, ovos, arroz, massa integral, etc. Por isso também me referi ao facto de não gostar de seguir nenhuma "dieta". Como de tudo com moderação, tentando fazer opções saudáveis!

    ResponderEliminar

Deixa aqui uma palavrinha! Obrigada